Buscar
  • Roberta Rennó

CORES


Cores dizem muito sobre nós, sobre o que somos e pensamos. Cores transpassam sentimentos e sensações, por este motivo, são aliadas poderosíssimas na hora de compor os ambientes.

A psicologia das cores e como elas se relacionam com o cérebro existe e é objeto de estudo em diversas áreas, mas o tratamento e o significado que cada cor recebe na decoração não acontece da mesma maneira. É preciso ser flexível e entender que o design leva em conta os estudos, mas que não se baseia exclusivamente nisso: É permitido ousar!

O gosto pessoal do cliente e a empatia dele pelas cores é o ponto de partida para a escolha de tons que farão parte do seu dia a dia. Para os clássicos que preferem sempre optar pelos tons neutros, as cores podem vir em objetos e detalhes que serão pontos de luz na decoração. Já com os que permitem ousar, as cores podem vir imprimindo personalidade e presença viva na decoração em paredes ou móveis.

As cores possuem a capacidade de deixar um ambiente receptivo e agradável, ou estressante e bagunçado. Se quer mudar a cor das paredes ou investir em novos móveis e objetos mas se sente inseguro, o ideal é iniciar com tons mais claros, neutros e aos poucos, acrescentar cor à composição. Você perceberá como com simples mudanças e pequenos detalhes, é possível conquistar atmosferas únicas e convidativas.

ALGUNS SIGNIFICADOS E INFLUÊNCIAS:




PRETO

· Cor sofisticada, imponente, dona de autoridade e elegância.









VERMELHO

· Causa estimulação e excitação visual; transmite receptividade e confiança.








BRANCO

· O branco remete a fé, serenidade, paz, bem como conhecimento e inteligência; uma cor neutra e não dispersiva.





AMARELO

· Capaz de estimular a criatividade e beneficiar a concentração.









VERDE

· Assim como na natureza, representa abundância, fertilidade e vitalidade;







AZUL

· Transmite paz, calmaria, confiança e segurança; É usado para acrescentar profundidade.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo